Uma História, uma só paixão

22 de abril de 2018

Deu Galo! Contra o Vitória, os escolhidos de Larghi dão triunfo ao Atlético


FOTO: BRUNO CANTINI



Sai pra lá indaca! O Atlético colocou fim na sequência ruim de quatros jogos sem vencer. Na tarde deste domingo, O Galo bateu o Vitória, por 2 a1, no Independência, somando os primeiros pontos na competição. As peças usadas por Thiago Larghi deram certo. Com a vaga de Elias, Gustavo Blanco foi um dos destaques da partida. É dele o cruzamento para o primeiro gol, marcado por Ricardo Oliveira. Róger Guedes, criticado muito pelo torcedor alvinegro, ganhou uma nova chance marcou o segundo, após cruzamento de Ricardo Oliveira. Depois de disputa aérea dentro da área mineira, Gabriel marcou contra.
Elias, que vem caindo de produção, ficou no banco e Larghi apostou em Blanco para o lugar. O volante se destacou com boas chegadas ao ataque, inclusive no lance do primeiro gol, e excelentes desarmes de bola. Com velocidade do lado esquerdo, Róger Guedes teve boa atuação com chegadas e presença decisiva para garantir a vitória do Galo.
Com Gustavo Blanco e Róger Guedes confirmados no time titular, o Atlético controlou o duelo no primeiro tempo. Nos primeiros minutos, teve dificuldade de criar devido a forte marcação baiana. Vagner Mancini colocou seus homens para marcarem a saída de bola atleticana, obrigando o time alvinegro a tocar bolas atrás e tentar chegar em lançamentos longos. Restou ao Galo se organizar em campo apostando na movimentação, principalmente de Blanco e Otero.
E em uma dessa jogadas em velocidade que o Atlético abriu o placar, aos 20. Fábio Santos lançou Blanco posicionado na ponta esquerda. O garoto girou olhando para a área e fez o cruzamento para Ricardo Oliveira subir livre e cabecear para o fundo das redes de Caique, marcando o primeiro gol.
O Vitória apostava no jogo aéreo para tentar chegar ao empate. E quem esteve mais perto foi o time mineiro, que passou a encontrar mais espaços. Otero acertou o travessão de fora da área. Blanco, na sequência, recebeu e chutou para grande defesa do goleiro baiano, já que a bola bateu na trave logo após. Otero, no fim, novamente acerta a trave, outra vez com um chute de fora da área.
O Atlético voltou para o segundo tempo, tentando cadenciar mais o jogo. Já o Vitória voltou pressionando mais em busca do empate. Porém, o inicio da última etapa, foi de muita disputa, reclamação com a arbitragem e pouquíssimas chances de gol.
As chances foram aparecendo aos poucos. Blanco, aos 23’, errou o passe, Neilton avançou em velocidade, com uma linda caneta em cima de Gabriel e finalizou com perigo. O Vitória estava melhor na partida quando sofreu o segundo gol. Ricardo Oliveira roubou a bola de Kanu, avançou pelo lado esquerdo e cruzou para Róger Guedes dar um toque de leve e a bola passar por baixo de Caíque, e ampliar.
Teve tempo ainda de Mateus Galdezani estrear pelo Galo. Logo após, no lance seguinte, o Vitória descontou. Uma falta cruzada na área, Gabriel disputou pelo alto e acabou marcando contra. Mas, já não dava tempo para mais nada e o time mineiro conquistou a vitória por 2 a 1.
O Atlético volta a campo no próximo domingo, às 16h, contra o Corinthians, no Independência, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Vitória joga de novo no Horto. Na segunda-feira da outra semana, o time baiano visita o América, às 20h.

Sob pressão, Galo enfrenta Vitória no Independência

FOTO: BRUNO CANTINI



Sem um bom resultado em campo há quatro jogos, o Atlético entra em campo hoje pressionado. Em partida que começa às 16h, pela 2ª rodada do Brasileirão, o Galo recebe o Vitória e somente o trunfo sob o adversário baiano para aliviar a situação em cima do time mineiro.
Foi no Independência, a última vez que o Galo venceu sua partida, pela quarta fase da Copa do Brasil em jogo de ida contra o Ferroviário-CE, por 4 a 0. Somando de lá pra cá, são quatro jogos com três derrotas: o rival, pela final do Mineiro, o San Lorenzo, pela Copa Sul-Americana e para o Vasco na estreia do Brasileirão, contando o empate pela Copa do Brasil diante do Ferroviário-CE.
Diante desses resultados ruins, dezenas de atleticanos mostraram revolta quando o time chegou em Confins na última quinta feira 19. Houve muita confusão na saída dos jogadores, no salão de desembarque do aeroporto. A Polícia Militar teve que intervir com gás de pimenta, debaixo das cobranças dos torcedores aos jogadores, que foram escoltados até o ônibus do Clube.
Thiago Larghi, comandante alvinegro, espera que o time mantenha a boa sequência apresentada em casa, mas não deu pistas sobre o quem vai a campo. Adilson e Fábio Santos, ambos recuperados, voltam a posição de titularidade. Com Cazares lesionado, a dúvida é quem entra na vaga deixada por ele. O treinador alvinegro tem a disposição Gustavo Blanco, Róger Guedes, Erik e Tomás Andrade.
O treinador alvinegro afirmou que não pretende mudar a postura do Atlético, continua com o time mais ofensivo, demonstrando que Blanco possa vir a titularidade. Caso decida por essa mudança na formação da equipe, Elias pode perder espaço, com três volantes. Se optar em manter o esquema, Róger Guedes, pode ser o escolhido do comandante do time mineiro, já que teve uma boa atuação contra o Ferroviário.
Outro que pode ter uma nova oportunidade na equipe titular é o zagueiro Maidana. O jogador estava afastado devido ao uso indevido de um medicamento sem o conhecimento do departamento médico, sendo que o medicamento é proibido pela agência internacional anti-doping. Com a lesão de Léo Silva, Bremer assumiu a posição tendo boas atuações.
Matheus Galdezani, reforço apresentado pelo Clube nessa sexta feira, poderá estrear pelo Galo contra o Vitória, ele foi relacionado para o confronto e ficará no banco de reservas alvinegro.
O time baiano chega com a moral elevada ao Independência, por conta da classificação heroica na Copa do Brasil diante do Internacional. A equipe venceu por 1 a 0, e levou a disputa para os pênaltis. O goleiro Caique, com duas defesas brilhantes, ajudou o Vitória a avançar para as oitavas da competição.
Neste domingo, o time tem uma novidade no banco de reservas. Fillipe Soutto, volante que era titular até sofrer uma lesão muscular, está recuperado e foi relacionado para o jogo. Já o volante Rodrigo Andrade, que vinha jogando como lateral-direito, foi ventado para a partida.

Provável Escalação

Atlético: Victor, Patric, Bremer (Maidana), Gabriel e Fábio Santos; Adilson; Róger Guedes (Gustavo Blanco), Elias (Gustavo Blanco), Luan e Otero; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

Vitória: Caíque; Jeferson, Kanu, Ramon e Juninho; William Farias, Uillian Corrêa, Yago e Rayner; Denílson e Neílton. Técnico: Vagner Mancini

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha - RJ (CBF)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa - RJ (FIFA) e Joao Luiz Coelho de Albuquerque - RJ (CBF)

19 de abril de 2018

Galo escapa de um vexame contra o Ferroviário, sofre e avança na Copa do Brasil

FOTO: BRUNO CANTINI

Thiago Larghi resolveu inovar e mandou a campo um Atlético muito diferente do que vem jogando as partidas passadas. Foi sofrido, como todo jogo do alvinegro mineiro, mas conseguiu impedir o que poderia se tornar um vexame na história em pleno Castelão, em Fortaleza. O time mineiro saiu atrás no placar, com gols de Esquerdinha e Mazinho para o Ferroviário. No segundo tempo, Róger Guedes e Gustavo Blanco empataram o jogo em 2 a 2 e garantiram  classificação às oitavas de final da Copa do Brasil.
A vitória por 4 a 0 na partida de ida, no Independência, deu tranquilidade ao Atlético. Por isso, o técnico Thiago Larghi resolveu poupar jogadores. Dos considerados titulares, apenas Victor iniciou o jogo desta quarta-feira. O time alvinegro sofreu, apresentou graves deficiências na zaga e no meio e levou dois gols do Ferroviário-CE no primeiro tempo.
O resultado negativo obrigou Thiago Larghi a mexer no time no intervalo. Entraram Luan e Gabriel nos lugares de Felipe Santana e Tomás Andrade, respectivamente. O Atlético melhorou e passou a criar mais oportunidades de gol. Segura lá atrás, a equipe conseguiu o empate.
O time alvinegro volta a campo neste domingo, a partir das 16h. Os comandados de Thiago Larghi enfrentam o Vitória, no Independência, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Na Copa do Brasil, o Atlético aguarda sorteio nesta sexta-feira para conhecer o adversário das oitavas de final.
O Ferroviário-CE, por sua vez, foca na disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. A estreia do time cearense na competição será neste domingo, às 15h. O duelo contra o Cordino-MA está marcado para o estádio Leandrão, em Barra do Corda.
O técnico Thiago Larghi promoveu mudanças no Atlético. Dos jogadores considerados titulares, apenas o goleiro Victor iniciou a partida desta quarta-feira. A principal novidade foi a escalação de Lucas Cândido, deslocado para a posição de lateral-esquerdo. Recuperado de grave lesão no joelho, o volante de 24 anos voltou a atuar depois de mais de 16 meses.
E foi justamente pelo lado de Lucas Cândido que o Ferroviário-CE resolveu atacar. Em busca de um resultado histórico, o time da casa chegou com perigo com Leanderson, aos 10’. Lançado, o volante encobriu o goleiro Victor, mas a bola foi alta demais.
O Atlético apostava especialmente pelas pontas. Erik, pela direita, e Róger Guedes, pela esquerda, tentavam jogadas individuais, mas não conseguiam criar. A inércia do meio de campo alvinegro permitia o domínio dos donos da casa, que mantinham a bola por 54% do tempo na primeira metade da etapa inicial.
O melhor desempenho do Ferroviário-CE deu resultado aos 24’. Lucas Mendes avançou e, mais uma vez, encontrou espaço pela esquerda da defesa do Atlético. O lateral cruzou para o estreante Esquerdinha, que contou com falhas de Victor e Bremer para completar de cabeça para as redes: 1 a 0. E a pressão continuou.
O gol sofrido fez o Atlético reagir. Em menos de dez minutos, o time alvinegro criou três oportunidades claras com Alerrandro. O jovem centroavante de 18 anos, entretanto, não conseguiu empatar o jogo.

18 de abril de 2018

Com time praticamente reserva, Galo vai ao Castelão enfrentar o Ferroviário-CE

FOTO: BRUNO CANTINI

Como já era esperado o Galo vai, com muitas mudanças, para o confronto contra o Ferroviário-CE nesta quarta feira, às 21h45. Victor será o único titular mantido no time que iniciará a partida de volta, pela quarta fase da Copa do Brasil.
O técnico Thiago Larghi escala o Atlético com Victor; Samuel Xavier, Bremer, Felipe Santana e Lucas Cândido; Arouca e Gustavo Blanco; Róger Guedes, Tomás Andrade e Erik; Alerrandro. Esse foi o time que treinou na noite dessa terça-feira, no Castelão - palco do jogo desta quarta.
No banco de reservas, Thiago Larghi terá à disposição os goleiros Cleiton e Michael, os laterais Patric e Kevin Kesley, o zagueiro Gabriel, os volantes Yago e Elias, os meias Marquinhos e Otero, além dos atacantes Luan e Ricardo Oliveira.

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com