Uma História, uma só paixão

16 de setembro de 2012

Galo é parado pelo Náutico nos Aflitos

Foto: Superesportes
Com a derrota do líder Fluminense, o Atlético entrou em campo contra o Náutico com a oportunidade de voltar ao primeiro lugar do Brasileirão. O Galo precisava vencer para reassumir a liderança, mas mostrou muita desorganização e acabou sendo derrotado pelo Timbu por 1 a 0, nos Aflitos. Em cobrança de falta, Souza, aos três minutos do segundo tempo, marcou o único gol do jogo.

O jogo começou com susto provocado pelos donos da casa logo aos 15 segundos: Rogério fez o cruzamento, a bola passou por Araújo e encostou em Rhayner, que chegou assustado na bola. A bola subiu próxima ao travessão de Victor. Delírio dos alvirrubros nos Aflitos. O Atlético-MG tentou dar o troco em seguida, com uma jogada rápida pela esquerda, em tabelinha de Bernard e Ronaldinho Gaúcho, que, até pouco antes da partida, eram dúvidas por conta de problemas musculares.
A estratégia do Galo não surtiu efeito. Danilinho e Bernard criavam jogadas pelas pontas, enquanto Ronaldinho pouco participava. O time casa ainda teve outras chances. Rhaynner e Alemão, em chutes de fora da área, e Josa, após cobrança de escanteio, desperdiçaram boas oportunidades.
O Náutico, que chegava com mais facilidade à área atleticana, teve outra boa chance aos 16 minutos, com Souza, que apareceu livre na esquerda e, na entrada da área, chutou em cima de Victor. O Galo ficava sempre do seu lado do campo, esperando o Timbu perder a posse da bola para, então, partir para o contra-ataque.
Náutico partiu para o ataque no início da segunda etapa e conseguiu abrir o placar. Aos três minutos, Elicarlos foi derrubado por Júnior César na risca da grande área. Na cobrança da falta, Souza bateu rasteiro, a barreira atleticana abriu, e a bola entrou no canto esquerdo de Victor: 1 a 0. Seis minutos depois do gol, o Atlético repetiu o mesmo erro. Marcos Rocha cometeu falta na entrada da área, mas, dessa vez, Souza cobrou em cima barreira.
Aos 12 minutos, Cuca resolveu realizar a primeira alteração no Galo: Escudero no lugar de Danilinho. Três minutos depois, nova alteração: Neto Berola na vaga de Leonardo, apagado na partida. Apesar das mexidas, o Atlético continuou errando passes e quase sofreu outro golpe. Aos 22 minutos, Araújo disparou pelo ataque, invadiu a área, driblou Victor, que derrubou o camisa 10 do Náutico. Na cobrança do pênalti, o próprio Araújo bateu no lado esquerdo, e Victor fez grande defesa, salvando o Galo do segundo gol.
O Náutico não se deu por satisfeito com o resultado. Continuou chegando com força, ciente de que, se ficasse só na retranca, a pressão atleticana poderia ser maior. Já aos 40 minutos, Rogério perdeu uma chance para matar o jogo. Após excelente enfiada, ele correu, teve a chance de driblar Victor mas chutou em cima do goleiro. Vitória merecida em casa para o Timbu. Melhor ainda para os 15013 torcedores nos Aflitos. Aos 47, o Náutico perdeu Josa, que levou um vermelho direto depois de chutar o rosto de Marcos Rocha, mas já não dava mais tempo para o Atlético-MG se aproveitar de estar com um a mais.
Na próxima rodada, o Atlético enfrenta o Grêmio, no domingo, às 18h30, no Independência, em confronto direto pelo topo da tabela. Para a partida, o técnico Cuca não poderá contar com Rafael Marques, Marcos Rocha e Júnior César, que foram advertidos com o terceiro cartão amarelo nos Aflitos. O Náutico, por sua vez, pega o Fluminense, no sábado, às 18h30, no Rio de Janeiro.
Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com