Uma História, uma só paixão

14 de outubro de 2012

Galo vira sobre Sport e se mantém vivo na competição

Foto: Globoesporte.com

O Atlético criou muitas chances de gol, insistiu, tentou por baixo e pelo alto. A persistência deu resultado na parte final do segundo tempo, a partir da entrada de Leonardo. Dois gols do atacante garantiram a virada contra o Sport, neste domingo, no Independência: 2 a 1.
O jogo começou quente, com chances para os dois lados. Apesar da difícil situação na tabela, o Sport não se apequenou e foi para cima. Tanto que, logo no início, Rithely obrigou Giovanni a fazer grande defesa, cara a cara com o meia rubro-negro.
O Galo chegou a assustar com Jô, que chutou para fora na saída de Magrão. Logos aos 15 minutos, Hugo se aproveitou e calou a torcida atleticana. Cicinho cobrou escanteio e o meia subiu sozinho para cabecear. O gol desestruturou a equipe da casa, que errava passes em demasia. O torcedor não perdoou e, com gritos de "eu quero raça, do time todo", demonstrou pela primeira vez o descontentamento com o fraco futebol apresentado pelo Galo.
Quando o Atlético começava a se impor ofensivamente, o Sport mostrou que não seria uma presa fácil. Hugo marcou aos 16 minutos, de cabeça. O meia estava sozinho, sem marcação, no meio da área, após cobrança de escanteio e não perdeu a chance.
 O Galo não agradou em campo, a torcida pediu raça. Cuca ainda mexeu no time aos 34 minutos, com a entrada de Neto Berola no lugar de Escudero.
Com o placar adverso, o Galo foi com tudo em busca do resultado. Seguidas chances foram perdidas pelos atacantes atleticanos, e o único que arrancou aplausos do torcedor foi o goleiro Giovanni, que fez um verdadeiro milagre depois que Gilsinho apareceu livre, na frente do arqueiro alvinegro.
Jô teve boas chances em bolas aéreas. Aos 5 minutos, após cruzamento de Bernard. A bola foi para fora. Aos 21, o camisa 32 teve outra grande oportunidade. Mas ele se chocou com Carlos César e deixou o campo machucado.
E, aos 31 minutos, no primeiro toque do atacante na bola, Leonardo tirou o grito de gol da garganta dos atleticanos. Ronaldinho Gaúcho cruzou, e o centroavante cabeceou para empatar a partida e incendiou o Independência.
A virada aconteceu aos 46 minutos. Bernard invadiu a área e cruzou rasteiro para Leonardo marcar de novo, fazendo o Independência explodir de alegria. Os jogadores do Sport, insatisfeitos com a arbitragem, pressionaram o trio depois do apito final.
Na próxima rodada, o Galo vai a Santos, onde medirá forças com o Peixe, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Sport, na quinta-feira, receberá a Ponte Preta, às 21h, na Ilha do Retiro, no Recife.


Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com