Uma História, uma só paixão

18 de março de 2013

Com show de Réver, Galo goleia Coelho

Foto: GoogleImagens

De olho nos próximos compromissos do Galo na Libertadores, esperava-se que Cuca pouparia diversos jogadores neste confronto pelo Estadual. Dos que considerados titulares, foram apenas três, que estiveram ausentes do “passeio” alvinegro, que goleou por 5 a 2, de virada, o América, no Estádio Independência. R10, Leonardo Silva e Junior Cesar não atuaram, um por desgaste pela longa viagem a La Paz, os outros com cansaço muscular.
O América mostrou-se aguerrido, como ainda não havia feito no estadual. Dominou as ações na primeira metade da etapa inicial, quando abriu o placar. Gedeílson saiu nas costas de Richarlyson e cruzou na cabeça de Fábio Júnior, que só desviou, longe do alcance de Victor, para fazer 1 a 0, aos dez minutos.
O gol deu mais intensidade à partida. O Atlético chegou principalmente em jogadas rápidas na entrada da área. Aos 14, Guilherme acionou Jô, que tocou para Tardelli chutar. A bola passou por Neneca, mas Lula espanou na pequena área. Seis minutos depois, Tardelli chutou para defesa do goleiro americano.
Guilherme, ainda buscando o ritmo de jogo ideal, não fugiu da responsabilidade de ser o criador do time e se mostrou participativo. Em função da boa marcação feita pelo América, o meia errou muitos passes e foi vaiado por parte da torcida.
Mas quando o Coelho era melhor, Leandro Donizete tratou de mudar o aspecto da partida. Aos 32, o volante marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra, após rebote de Neneca, em um chute de Bernard. Após o empate, o Galo passou a perder chances seguidas. Tardelli e Bernard tiveram nos pés o desempate, mas Neneca impediu que o placar fosse alterado.
Precisando se recuperar no Estadual, o América voltou para o segundo tempo mais agressivo. Em bela jogada, Doriva deixou Richarlyson na saudade e cruzou para Fábio Júnior, que escorou para Juninho bater. Victor fez uma boa defesa.
Mas o gol de desempate saiu apenas aos 12, depois de uma indefinição na defesa do América, que falhou na "linha burra", Réver começou seu "show particular". Recebeu livre de Diego Tardelli e encobriu o goleiro Neneca: 2 a 1. E Réver gostou de ir para as redes. Dois minutos depois, o capitão do Galo fez um golaço ao pegar de primeira o rebote de escanteio. Sem chances para Neneca, que ainda pulou, mas nada pôde fazer. Lance digno de placa no Independência.
Aos 14, outra pintura. Após desvio na cobrança de escanteio, Réver acertou um chute plasticamente perfeito. A bomba foi a meia altura, no canto esquerdo de Neneca.

Posteriormente, na defesa, Réver ainda interceptou uma boa oportunidade do América tirando de “letra”. E ainda teve mais: aos 34, ele fez o terceiro gol na partida. Bernard cobrou escanteio, e Réver só escorou para o gol.
O América-MG ainda marcou, após vacilo da defesa do Galo. Leandro Donizete errou o passe, Fábio Júnior tocou para Doriva, e este deu passe para Laércio tocar para o gol. Mas Tardelli deu números finais ao jogo, aos 37. O ídolo alvinegro ampliou o placar, depois de receber lindo passe de Bernard. O atacante driblou Neneca duas vezes e tocou para o gol. Delírio alvinegro em um bom jogo no Independência.
O Galo volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), diante do América TO, no Nassri Mattar, em Teófilo Otoni, jogo adiado da 4ª rodada. O América, no mesmo dia, mas às 22h, recebe o Guarani-MG no Independência, em Belo Horizonte.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com