Uma História, uma só paixão

9 de maio de 2013

Na base do talento, Galo humilha São Paulo e está nas quartas da Libertadores

Foto: Portal Hoje Em Dia
Diversão. Essa é a palavra que explica a vitória do Atlético no Independência na noite desta quarta feira. Ronaldinho, Jô e cia fizeram a alegria da massa. Aplicou 4 a 1 no Tricolor e sacramentou a classificação às quartas de final da Copa Libertadores. Melhor em campo, Jô, deixou sua marca 3 vezes e Tardelli despacharam o São Paulo do torneio.
E o caldeirão ferveu. No embalo da massa, na arquibancada lotada, que ditou o ritmo. Em campo, o time seguiu o tom. E os primeiros minutos de jogo foram um abafa só. Bem vindo São Paulo, caíram no Horto.
Roberto Silveira, árbitro uruguaio, deu início a partida, e com menos de 20 segundos, Jô chutou por cima. Dois minutos após o lance, Ronaldinho cobrou falta no travessão de Rogério Ceni.
Mas a explosão da Massa veio aos 17 minutos. Diego Tardelli tocou pra Bernard, a bola sobrou pra Jô, que acertou um tiro no gol de Ceni.
O Galo deixou o ritmo dos primeiros minutos cair após o gol. O time começou a colocar o São Paulo na roda e trocar muitos passes. O time paulista criou suas chances e a melhor delas, aos 25 minutos, o goleiro Victor saiu para dividir com Ganso e evitou o empate.
Aos 30 minutos, o ataque atleticano voltar a incomodar a defesa são-paulina. Ronaldinho levantou a bola dentro da área, Jô desviou, mas Ceni atento salvou. E o time mineiro, quatro minutos depois, desperdiçou mais um lance incrível. Leandro Donizete cruzou para Tardelli que, livre, cabeceou pra fora. Jô, aos 36, tocou pra trás, Bernard dominou e chutou para Rafael Toloi salvar em cima da linha.
A aflição tricolor começou a ter seu pior momento no segundo tempo. Depois de ter, novamente, o travessão acertado, agora por Jô, Bernard errar o chute de frente para o gol e Ronaldinho quase marcar de falta, Jô, que estava impossível, voltou a balançar as redes paulistas, aos 17 minutos, depois de uma linda assistência do garoto Bernard.
E o São Paulo ficou ‘perdidinho’ em campo. No minuto seguinte, a torcida ainda comemorava o segundo de Jô,  quando Réver deu um chutão, Toloi e Ceni não se entenderam lá atrás e Tardelli, de cobertura, marcou o terceiro.
Já as 24 minutos, o maestro atleticano, Ronaldinho invadiu a área, olhou para um lado e tocou para outro encontrando ele, Jô que não perdoou e marcou o quarto. Terceiro dele na partida.
O tricolor ainda fez seu ‘golzinho’ de honra. Carleto chutou forte, Vitor espalmou, a bola bateu na cabeça de Luis Fabiano e entrou.
Mas quem teve outra chance foi o Galo, que quase ampliou aos 35 minutos. Ronaldinho lançou Tardelli, que finalizou, mas Ceni defendeu. No minuto seguinte, o craque alvinegro por pouco não marcou outro golaço. R10 demonstrou toda sua categoria, fez fila na defesa são-paulina e chutou rente ao travessão.
E assim Silveira encerrou a partida, mas em um lance, após o apito do árbitro, Rosinei se desentendeu com Carleto e ambos acabaram sendo expulsos.
Agora, o Galo aguarda a definição do confronto entre Palmeiras e Tijuana-Mex para conhecer a próxima ‘vítima’. Antes, o time alvinegro volta as atenções para a decisão do Campeonato Mineiro diante do maior rival o Cruzeiro, no domingo, às 16h, no estádio Independência.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com