Uma História, uma só paixão

31 de março de 2014

Empate com América, Galo garante vaga na final contra rival

Foto: GoogleImagens
Diferentemente da semana passada, o Atlético não foi tão brilhante e tampouco esteve perto de alcançar uma goleada sobre o América, pelas semifinais do Campeonato Mineiro. Mesmo assim, conforme já era esperado, a classificação à decisão foi sacramentada na noite deste domingo, no Independência. Diante de um adversário bravo e destemido, o Galo teve dificuldades, saindo atrás no primeiro tempo e buscando a igualdade na etapa complementar. Os gols do confronto foram marcados por Carlos Renato e Neto Berola.
Antes de pensar numa milagrosa classificação, o América queria jogar bem. E conseguiu o que poucos imaginavam: abriu o placar aos três minutos de jogo. Tchô deu ótimo lançamento para Carlos Renato, que ajeitou com o braço direito e tocou na saída de Victor: 1 a 0. O lance irregular gerou revolta em jogadores e principalmente torcedores do Galo. Das cadeiras do Horto, muitos xingamentos destinados ao auxiliar de arbitragem número um, Pablo Almeida Costa.
Após a polêmica jogada, o confronto ficou bastante quente no Independência. O América abusou muito de duras faltas, sendo advertido com três cartões amarelos antes dos 15 minutos de jogo. O Atlético, por sua vez, detinha o domínio da posse de bola, mas esbarrava na linha defensiva adversária. Em chance perigosa, Marion escapou pela esquerda e cruzou rasteiro. Jô, de letra, quase empatou.
O time de Moacir Júnior jogava nos erros do Atlético-MG e saía no contragolpe. Levou perigo em cabeçada de Andrei, quando Victor fez brilhante defesa. A tranquilidade pelo gol logo no início de partida fez com que o primeiro tempo fosse mais tranquilo para americanos do que para atleticanos.
E o segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro: com cartões amarelos e bola na rede. Só que desta vez, foi a torcida do Galo quem vibrou no Independência. Logo aos três minutos, Guilherme cruzou para a grande área e César Lucena afastou mal. Da marca do pênalti, Neto Berola acertou um “sem pulo”, de primeira, evitando qualquer tipo de reação ou reflexo do goleiro Matheus: 1 a 1. Festa alvinegra. Fim das esperanças alviverdes.
Com um jogador a menos, o América-MG pareceu ter desistido de buscar ao menos uma vitória heroica, enquanto o Atlético-MG cansou de perder chances. Ainda deu tempo de Obina deixar o braço em Alex Silva e também receber cartão vermelho. Na saída de campo, o atacante do Coelho, que já passou pelo time alvinegro, teve seu nome gritado pela torcida atleticana.
O Galo tentou de todas as maneiras chegar à vitória, mas o empate já lhe garantia com sobras a passagem às finais. Assim foi, e o encontro com o Cruzeiro está marcado.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

Um comentário:

  1. Apesar do gol escandaloso do América, logo no início do jogo, que provocou aquele friozinho na barriga da Massa, o Galo soube encaminhar bem as ações. www.euvistoacamisadogalo.com.br

    ResponderExcluir

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com