Uma História, uma só paixão

21 de setembro de 2014

Carlos brilha, e Galo cala Mineirão com vitória sobre o rival

FOTO: GOOGLE IMAGENS


O Galo levou a melhor no clássico pelo returno do Campeonato Brasileiro. Em jogo movimentado e marcado pelo domínio celeste na maior parte do tempo, foi o Atlético quem se deu bem. Com um gol do jovem Carlos, nos acréscimos, o time alvinegro fez a festa da torcida, em número reduzido no Mineirão, ao ganhar por 3 a 2, neste domingo. O atacante abriu o placar no primeiro tempo, com Diego Tardelli ampliando. A equipe celeste chegou a estar em desvantagem de 2 a 0, buscou a reação e, quando dava a impressão de que alcançaria a virada, foi vazada pela terceira vez.
Mesmo tendo como adversário o rival Atlético, o Cruzeiro manteve o estilo de jogo ofensivo desde os minutos iniciais. O resultado foi domínio territorial absoluto, e maior posse de bola da Raposa. Mas a superioridade não foi traduzida em gols. Chegou a mandar uma bola na trave, no começo, com Alisson, mas ficou só nisso. Até porque foi o Galo que marcou primeiro. E em dose dupla. Aos 38 minutos, Carlos abriu o placar. Dois minutos depois, Tardelli ampliou. A torcida do Cruzeiro parecia não acreditar no que via, enquanto a atleticana, em meio à comemoração, estourava bombas e soltava sinalizadores, o que fez o árbitro da partida, Marcelo Lima Henrique, paralisar a partida por dois minutos.
Ao Cruzeiro não restava outra opção a não ser se mandar para o ataque. O prêmio pela coragem surgiu com um gol de Ricardo Goulart aos 46 minutos, depois de jogada de Éverton Ribeiro. O gol devolveu a Raposa ao jogo e deixou muita expectativa e emoções para o segundo tempo.
O Atlético sofreu uma perda importante, com a troca de Luan, lesionado, por Josué. O atacante vinha exercendo papel importante de ajudar no desarme e também subir ao ataque. O Galo não conseguia segurar a bola no setor ofensivo e ficava exposto às investidas celestes. Alisson ainda acertou a trave de Victor e ninguém aproveitou o rebote. Levir Culpi mexeu na lateral, substituindo Emerson Conceição por Douglas Santos, na tentativa de dar mais fôlego ao setor. Em seguida, Eduardo entrou no lugar de Guilherme, um tanto apático em campo.
Mesmo com meio-campo reforçado, os atleticanos tomaram sustos, como em lance de Moreno, que desviou por sobre o gol de Victor e desperdiçou ótima chance. No fim, Dagoberto, que entrara na vaga de Alisson, surgiu livre na área e desviou para fora. Mas a última emoção ficou para os 46 min, com o terceiro gol alvinegro. Leandro Donizete cruzou da direita, Carlos tocou de cabeça para as redes, decretando a festa em preto e branco: 3 a 2.
Na próxima rodada, o Cruzeiro vai ao Couto Pereira enfrentar o Coritiba. A partida será quarta-feira, às 19h30 (de Brasília). O Galo joga só na quinta, quando, às 20h30, recebe o Santos, no Independência.


Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com