Uma História, uma só paixão

30 de outubro de 2014

Galo joga mal, perde, e terá que fazer dever de casa pra chegar à final

FOTO: GOOGLE IMAGENS
Em mais uma partida fora de casa, o Atlético não foi bem. Com muitos erros durante o jogo acabou sendo derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo, no Maracanã. Mais uma vez, o time e a torcida atleticana terá que apostar nas viradas heróicas da Libertadores de 2013 e contar com o grito do torcedor para avançar à final da Copa do Brasil. O "Eu Acredito" estará de volta aos gramados do Mineirão.
Foi um jogo tenso e nervoso, típico da rivalidade entre os dois clubes como nos anos 80, com muita marcação. Levir se preocupou tanto em defender que adotou novamente o esquema de dois volantes, que não deu muito certo. Sacou Luan e retornou com Pierre. Nem as defesas de São Victor, foram suficientes para segurar os jogadores de defesa do Fla Cáceres e Chicão.
No primeiro tempo, logo no minuto inicial, Eduardo da Silva já deu trabalho pra Victor. Ficou cara a cara com o arqueiro que bateu rasteiro e o goleiro atleticano teve que buscar a bola com a ponta dos dedos.
Tentando diminuir a posse de bola mineira, o time carioca voltou a ameaçar logo aos 18 minutos, com Everton, que, tentou uma bicicleta, sem muito perigo ao gol alvinegro.
O Flamengo, novamente, dois minutos depois, perdeu chance de abrir o marcador, quando Everton ficou frente a frente com Victor, que bloqueou e ainda evitou que Jemerson fizesse contra aos 27.
Sem dar trabalho ao goleiro Paulo Victor, o Galo errava quase todas no ataque e saiu mais por jogo. Armou bem dois ataques, ambos finalizados por Marcos Rocha. Uma cabeceando para fora, e o outro em um chute rente a trave.
O time rubro-negro continuou em busca do gol nos 45 minutos finais de partida. A defesa atleticana vacilou, logo aos 12 minutos, deixando Eduardo da Silva livre para cabecear para o gol.
Mal no ataque, mal na defesa, o Atlético sofreu o segundo gol aos 32 minutos, de pênalti. Gabriel fez fila na defesa alvinegra, invadiu a área e foi derrubado por Josué, que caiu na frente do meia-atacante. Chicão cobrou e fez 2 a 0.
A chance do Galo foi aos 37 minutos. Depois do chute de Maicosuel, Paulo Victor deu rebote e a bola sobrou na cara do gol para Dátolo. O argentino chutou em cima do goleiro.
O confronto de volta será na próxima quarta-feira no Mineirão, às 22h. A torcida se ampara no “Eu acredito” utilizado na Copa Libertadores de 2013. O time terá, novamente, de se superar para levar o Galo à inédita decisão da Copa do Brasil.


Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com