Uma História, uma só paixão

25 de novembro de 2014

A velha história dos choros risonhos

Olá, meu caro atleticano, recebemos um e-mail de um dos nossos leitores e é com muita honra que o compartilharemos com vocês. Obrigada pelo carinho e confiança, Gustavo Chaves, aí vai suas singelas palavras sobre a decisão da Copa do Brasil: 

"A ansiedade foi maior, na véspera eu tenho que me fragilizar mentalmente para escrever sobre o Galo, fazer o que se fui tão apaixonado pelo clube que me mostrou sempre ser maior do que os outros por simplesmente ter mais veneração e amor que os outros.

O atleticano poderia ter previsto qualquer coisa que aconteceu, como foi nas vitórias contra Corinthians e Flamengo, poderia ter previsto que o raio cairia duas vezes no mesmo lugar e contra os time de maiores torcidas do País - mas não mais abençoada que a do santo Clube Atlético Mineiro.

O atleticano queria sonhar, queria acreditar, queria apenas SORRIR E CHORAR, sorrir de felicidade, o que é comum para todos em plena nostalgia de prazer, chorar da simples emoção de saber que estava vendo a história ser construída a frente dos seus olhos.

Hoje é dia 25/11/2014, terça-feira, véspera de um clássico monumental e eu aqui, sem dormir, sem sono e com o coração pulsante para ver o fim dessa história, o que me remete a incrível história da Libertadores de 2013, onde fomos exilados a comemorar sem fim, onde fomos fatalmente do pior sentimento possível em um pênalti aos 47 do segundo tempo assinalado pelo arbitro a glória eterna de termos dado a maior volta por cima de TODAS.

Por fim, venho pedir, a cada atleticano, que reze, ore, tudo o que lhe faz sentir forte para amanhã, irmos à praça 7 mais uma vez CHORAR de felicidade, já dizia um caro torcedor chamado Fred Melo Paiva - "Nem o maior de todos ateus atleticanos se priva de pedir aos céus para que o Galo faça mais uma noite épica", por que é um sentimento que vibra e une, céu e terra, cachorro e gato, pernilongos e RAID protect.


Então façam suas promessas, e as cumpram JÁ, HOJE, AGORA, faça seu sacrifício, por que ver o Galo campeão é a nossa maior alegria e a maior honra que eles terão de serem vice-campeões contra nós, que modéstia a parte são nossos primeiros e mais açoitados fregueses, que nesta quarta se Deus assim o permitir levará para casa mais uma medalha vice do seu eterno algoz!"


Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Thaís de Lima

Thaís de Lima

Portadora de sangue preto e branco.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com