Uma História, uma só paixão

23 de novembro de 2014

Nos acréscimos, Galo B deixa escapar empate com Inter

FOTO: GOOGLE IMAGENS

Os reservas do Atlético encararam o Internacional de igual para igual. Lutaram, mas deixaram o Beira-Rio, neste domingo, derrotados por 2 a 1, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória colorada saiu aos 48 minutos da etapa final. Mas além disso, o Galo reclamou dois pênaltis não marcados.
Levir Culpi optou por um time reserva no Beira-Rio justamente para evitar riscos de perdas de titulares para a finalíssima da Copa do Brasil.
E o expressinho do Atlético encarou o Internacional. A equipe não se limitou a defender. Buscou o jogo. Quase abriu o placar aos 15 minutos, com Tiago, que, na cara do gol, não alcançou por pouco a falta cobrada por Dodô.
A torcida do Inter já ameaçava vaias para o time quando, aos 20 minutos, Alex achou Jorge Henrique livre área. Ele cruzou e Rafael Moura tocou para as redes: 1 a 0.
A resposta dos meninos do Atlético veio em dois minutos. Depois da cobrança de lateral na área, Eduardo foi agarrado por Fabrício. Pênalti, que Dodô bateu e deixou tudo igual: 1 a 1.
As chances de virada na etapa inicial foram alvinegras. Aos 32 minutos, Pedro Botelho levantou a bola na área, Marion ajeitou para o meio, mas ninguém chegou para completar. Aos 44, Gilberto ergueu as duas mãos e cortou claramente o lance do Galo na área. O árbitro Pericles Bassols ameaçou marcar, mas recuou. Os atleticanos reclamaram muito.
No segundo tempo, o jogo seguiu disputado. Aos 13 minutos, o Internacional desperdiçou uma chance clara. Rafael Moura pegou a sobra de frente para o gol, mas bateu fraco, nas mãos de Victor. O troco atleticano foi em seguida. Quem pegou o rebote foi Pierre, mas finalizou para fora. No lance, o Galo reclamou pênalti em Eduardo.
Aos 19, depois do cruzamento, Rafael Moura cabeceou e Victor salvou o Galo. Nos contra-ataques, o Atlético levou perigo, mas não conseguiu concluir as jogadas. Aos 41 minutos, de novo, Rafael Moura quase fez de cabeça. O gol da vitória colorada, que veio como um castigo para a luta dos reservas do Galo, saiu aos 48 minutos, com Fabrício, pegando o rebote.
Agora, o Alvinegro, olta as atenções para a decisão da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Mineirão.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com