Uma História, uma só paixão

5 de novembro de 2014

Raça dentro e fora de campo

No futebol sempre aparece algumas Promessas, Revelações, Mitos que conquistam a lealdade da torcida e o personagem deste texto exemplifica bem o que eu digo de conquistar. Lucas Pierre Santos Oliveira ou simplesmente Pierre, chegou chegando por terras mineiras e por aqui se tornou o nosso cão de guarda, o nosso segurança, a nossa certeza que não precisaríamos mais sofrer com contra-ataques e sermos surpreendidos por times adversários.
A grandeza de um homem é notada em sua humildade e convenhamos que grande homem é o nosso personagem. Pai de Pietra e Rebeca, marido de Moema. Conhecemos a história de Pietra e de sua força de vontade e podemos dizer que é da filha que Pierre tira a força necessária para entrar em campo e jogar como nunca. A raça que ele apresenta em campo é a mesma com que a filha faz as seções de fisioterapia e etc.
Recentemente Pierre viveu mais um drama em tua vida ao perder um irmão assassinado em sua terra natal, Itororó-BA. Liberado para o velório e enterro do irmão, Pierre não viajou junto com a delegação para o Rio de Janeiro, onde o time enfrentaria o Flamengo pela partida de ida de semifinal da Copa do Brasil. Após o enterro do irmão, Pierre embarcou rumo ao ErreJota e se juntou aos companheiros de time onde os mesmos se concentravam.




Imagem por Lucas Catta Prêta / Globoesporte.com


Pierre não vinha jogando pelo Galo, pois o Levir vinha utilizando apenas um volante e soltando os meias e atacantes do time, com isso Pierre perdeu vaga para Josué no time titular, mas Levir para dar ânimo ao time e mostrar a garra, a raça de Pierre em querer jogar, o colocou no time titular e ainda lhe deu a braçadeira de capitão.
São em gestos como este (ir se juntar com o time logo após o enterro do irmão) que vemos o caráter das pessoas. Na verdade nunca duvidamos da pessoa que nosso guerreiro é, mas a cada dia ele nos surpreende mais com sua simplicidade, seu profissionalismo, sua vontade de vencer. A vida de Pierre parece que quando escrita pelo Criador foi programada para que ele superasse obstáculos todos os dias e vemos que é assim que tem sido realmente.
Pierre é Atleticano e não sabia, pois se juntarmos sua vida e o hino do Galo veremos as semelhanças. Ele cantaria o hino assim: Vencer, Vencer, Vencer, este é o “meu” ideal. Há partes como “Com toda nossa raça pra vencer”, “Lutar, Lutar, Lutar” que se encaixa na vida do nosso personagem e essa união já está cravada na história de ambos.
Continue lutando guerreiro, continue e saiba que a Massa sempre estará contigo lhe dando forças e sempre apoiando nos momentos que tu mais precisares. Tu sabes que não há nada que aconteça que não seja permissão de Deus e por isso continue crendo que a vitória chegará.

“Fui à fonte de i-tororó beber água não achei, achei foi o Pierre e de i-tororó tirei.” Faço uma menção a esta cantiga para saudar um guerreiro, um ícone, um exemplo, um atleticano. Lucas Pierre Santos Oliveira, o nosso Pierre.
Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Gabriel Coelho

Gabriel Coelho

Um comentário:

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com