Uma História, uma só paixão

15 de abril de 2015

Galo vai ao México em busca da classificação para a próxima fase da Libertadores

FOTO: GOOGLE IMAGENS

O Atlético terá que superar o desgaste pelo excesso de jogo se quiser se manter vivo na briga para avançar as oitavas de final da Libertadores. O Galo vai medir forças contra os mexicanos do Atlas nesta quarta-feira, às 22, no estádio Jalisco, em Guadalajara, e precisa vencer para tentar assumir a segunda posição do Grupo 1 da competição continental.
Os chilenos do Colo-Colo lideram com nove pontos, enquanto os colombianos do Santa Fe e os atleticanos possuem seis pontos, com o Galo ficando na terceira colocação pelo critério de gols marcados. Já o Atlas venceu apenas um jogo na competição, e foi justamente contra o Galo, no Independência.
Para dar o troco em cima dos mexicanos, o Galo vai precisar superar o desgaste de ter viajado por mais de 12 horas até chegar na América do Norte, além da série de jogos decisivos tanto pela Libertadores quanto pelo Campeonato Mineiro. Para amenizar a situação, o técnico Levir Culpi tem poupado jogadores.
No clássico contra o Cruzeiro, o treinador poupou o atacante argentino Lucas Pratto, que tem presença certa no duelo desta quarta-feira. Já o lateral-direito Marcos Rocha e o atacante Carlos seguem como dúvida já que sentiram dores no tornozelo no último final de semana. A situação de Carlos é a mais preocupante, e o jogador será reavaliado para saber se tem condições de jogo.
Caso o atleta fique de fora do confronto, a tendência é que Guilherme, que jogou no lugar de Pratto no clássico, ocupe a condição de titular, mesmo sem estar 100% fisicamente. Já Marcos Rocha vem declarando que estará em campo de qualquer maneira, mas em caso de veto, Patric assume a lateral atleticana.
Quem não tem problemas de desgaste é o volante Leandro Donizete, que ficou de fora do clássico por motivo de suspensão e retorna ao time contra os mexicanos.
A favor do Atlético-MG, o fato do clube já ter atuado em três oportunidades no estádio Jalisco e nunca ter perdido. Foram três empates contra a Seleção Mexicana, Colônia, da Alemanha e Chivas Guadalajara. O local da partida desta quarta-feira também especial para o técnico Levir Culpi, que quando era jogador chegou a balançar as redes do Jalisco e brincou com a situação.

Escalações

ATLAS-MEX: Vilar; Venegas, Pérez, Kannemann e Castillo; Medina, Rodríguez, Rodrigo Millar e Keno; Caballero e González; Técnico : Tomás Boy

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha (Patric), Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Dátolo e Carlos (Guilherme); Luan e Lucas Pratto; Técnico : Levir Culpi

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com