Uma História, uma só paixão

23 de julho de 2015

A partir de hoje nos Cinemas: O Dia do Galo




  Na véspera dos  dois anos da conquista da Libertadores da América, em 2013. O Dia do Galo estreia nos Cinemas com o registro sensível do feito atleticano. Com a direção de Cris Azzi, Luis Felipe Fernandes e produzido por Alicate, Cris e Nitro Imagens. Apresentado pelos torcedores, o documentário é um filme sobre paixão, fé, amor e, claro, futebol.
"O filme acompanha a rotina de dez atleticanos na data da grande final do torneio, no dia 24 de julho daquele ano.  Para transformar o projeto em realidade o diretor Cris Azzi convidou O Coletivo NITRO + Alicate e, assim, formou-se uma equipe que reúne quase 50 atleticanos, entre personagens e produtores. O resultado é um filme apaixonado e muito comovente, à altura da conquista alvinegra.

'A ideia de misturar o futebol e o cinema, duas das minhas maiores paixões, é antiga. Desde 2004 flerto com a possibilidade de fazer um filme sobre o Galo. Acredito que as coisas tem um tempo certo pra acontecer e esse tempo chegou. Poder fazer parte de um registro histórico que certamente será eternizado na memória do público(especialmente dos atleticanos) é motivo de um orgulho gigante. As sessões do filme no Cinefoot e na Mostra de Tiradentes nos deram a dimensão do diálogo emocional que o filme provoca nos espectadores. Essas exibições nos festivais comprovaram a capacidade do filme de transportar o espectador para dentro do estádio naquele 24 de Julho de 2013. Me faz lembrar da clássica história de que o público fugia assustado quando o trem chegava na estação no filme dos irmãos Lumière. A diferença é que no O DIA DO GALO o público ao invés de fugir, vibra como se sentisse de novo a alegria daquela noite.', define Cris Azzi
No filme, encontramos torcedores atleticanos ilustres, personagens que já são bastante conhecidos do público belo-horizontino, como  Mario Caixa, deputado estadual e narrador esportivo, responsável pelo famoso bordão CAIXA!, marca registrada do time mineiro; e Orlando, proprietário de um dos mais antigos e famosos bares da cidade, batizado com seu nome  localizado no Bairro de Santa Tereza. No longa também somos apresentados a torcedores anônimos, o grande volume da massa alvinegra – em comum, a paixão pelo Galo. Cada um dos dez torcedores retratados foi filmado durante 24 horas na data da decisão.
Desde sua primeira exibição, o longa metragem passou por festivais de cinema nacionais e internacionais, recebendo prêmios, menções e obtendo excelente repercussão junto ao público. Na 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes foi exibido ao ar livre, durante uma sessão lotada, marcada pela reação positiva da platéia como se estivesse novamente diante da conquista da Taça Libertadores, garantindo ao longa o título de vencedor da categoria Júri Popular. O filme também foi Vencedor da Mostra Competitiva Cinefoot BH 2014, festival destinado ao cinema de futebol.

Agora, na véspera da comemoração de dois anos da grande conquista, no dia 23 de julho, o grande público pode vivenciar novamente todas as emoções que levaram ao título. Uma narrativa sensível e apaixonada que agradará a todos - até quem não torce pelo clube mineiro."

 Então não perca tempo, vamos lotar os cinemas e reviver esse momento histórico!





Fonte: Release O dia do Galo
Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Rafael Reis

Rafael Reis

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com