Uma História, uma só paixão

25 de outubro de 2015

Atlético vence Ponte, e pé esquerdo de Victor volta a ação

FOTO: GOOGLE IMAGENS
A esperança segue viva. O Atlético fez o dever de casa e mantém a caça ao Corinthians no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o Galo venceu a Ponte Preta por 2 a 1, no Independência, e segue a oito pontos do líder da competição.
Luan e Giovanni Augusto marcaram os gols do triunfo atleticano sobre a Macaca. Nos acréscimos, Renato Chaves diminuiu para a equipe de Campinas.
Mas o Atlético teve outro herói na partida. Um velho conhecido. Novamente com o pé esquerdo, o mesmo do pênalti contra o Tijuana, Victor salvou o Atlético cara a cara com Cesinha, já nos acréscimos.
Minutos antes de o Atlético entrar em campo no Independência, o Corinthians deixava o gramado da Arena Itaquera disparado na liderança, com 11 pontos de vantagem, ao vencer o Flamengo. A pressão sobre o time do Galo era ainda maior.
Os mineiros não se abalaram. Responderam bem e transferiram a pressão para a Ponte Preta. Porém, na primeira etapa, as ações do Atlético sobre a Macaca podem ser divididas em três tempos.
Primeiro, o Galo dominou, buscou o ataque, porém, não conseguiu criar bons lances. Praticamente não finalizou nos 15 minutos iniciais.
Depois, o grande momento. Pressionou a Ponte, construiu bons ataques, mas parou nas defesas do goleiro Marcelo Lomba. Aos 23 minutos, ele evitou o gol de Lucas Pratto. No minuto seguinte, salvou na conclusão de Leonardo Silva. E, aos 28, espalmou o chute de Leandro Donizete.
Não aproveitada a blitz, o Atlético entrou no período de erros. Falhou nos passes e deu chances à Ponte. Biro Biro, duas vezes, levou perigo ao gol de Victor.
O Galo voltou para os 45 minutos finais disposto a decidir o jogo. Lutou por cada bola. E, em uma roubada de bola de Luan, aos seis minutos, abriu o placar. Foi o próprio atacante que marcou, depois que Marcelo Lomba soltou a bola no chute de Dátolo: 1 a 0.
Com a pontaria calibrada, o Atlético ampliou aos 11 minutos. Dátolo arrancou com a bola, abriu a jogada na esquerda para Douglas Santos, que cruzou e Giovanni Augusto fez de cabeça: 2 a 0.
A vantagem fez o Galo diminuir o ritmo. A equipe preferiu administrar o tempo a correr riscos desnecessários, mas acabou foi passando sufoco nos minutos finais. A Ponte Preta diminuiu aos 46 minutos, com Renato Chaves, desviando cruzamento de cabeça. Para não terminar sem drama, na sequência, o goleiro Victor salvou o Atlético, com o pé esquerdo, cara a cara com Cesinha.



Fim de jogo e o Galo aposta tudo agora no confronto direto com o Corinthians que , tem a grande chance de diminuir a diferença. As equipes se enfrentam no Independência, domingo que vem, às 17h.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com