Uma História, uma só paixão

14 de janeiro de 2016

Galo vence Schalke pelo Torneio Flórida Cup

FOTO: GOOGLE IMAGENS

Com uma atuação segura e gols de Leonardo Silva, Patric e Lucas Cândido, Aguirre pôde utilizar quase todos jogadores do elenco, inclusive promovendo as estreias de Hyuri, Erazo e Juan Cazeres, e ainda viu o goleiro Victor mostrar porque é tão idolatrado pela massa atleticana.
Agora, o Atlético enfrentará o Corinthians em sua segunda partida pela Florida Cup. O duelo brasileiro será no próximo domingo, às 17h. O Schalke 04, por sua vez, encerrou sua participação no torneio. Em sua estreia, os alemães venceram por 2 a 0 o  Fort Lauderdale Strikers.
Antes de a bola rolar, o meia Lincoln, revelado pelo Galo e bicampeão mineiro em 1999 e 2000 e campeão da Copa da Liga Alemão em 2004 pelo Schalke 04, foi homenageado e recebeu placas dos presidentes Daniel Nepomuceno e Clemens Tönnies.
Na estreia de Aguirre, o técnico só fez uma mudança em relação ao time titular do Atlético em 2015: Thiago Ribeiro iniciou o jogo no lugar de Dátolo. Assim, o Galo não demorou para usar de uma de suas grandes virtudes: a bola aérea. Aos sete minutos, Giovanni Augusto cobrou escanteio e Léo Silva cabeceou com estilo para fazer 1 a 0.
Na sequência, Victor mostrou a segurança de sempre ao defender cabeçada de Choupo-Moting, e ainda contou com a sorte, pois no rebote, Júnior acertou o travessão. A partida seguiu aberta e, antes do intervalo, com os jogadores do Atlético em um ritmo mais lento, Goretzka Max perderam boas chances pelo Schalke 04, atual sexto colocado do Campeonato Alemão.
Com sete mudanças feitas pelo técnico André Breitenreiter, o Schalke 04 voltou melhor. Sané ficou com a bola na entrada da área e bateu por cima do gol, assustando Victor.
Então, foi a vez de Aguirre promover as estreias do atacante Hyuri e do zagueiro Erazo no Atlético. Em seu primeiro lance, o atacante que veio do Ghizou Renhe, da China, quase marcou de letra. Na sequência, o equatoriano Cazares também entrou.
O Galo voltou a ser mais presente no campo de ataque, mas quem esteve mais perto de marcar foi o Schalke. Sané chutou, a bola bateu em Edcarlos e o árbitro marcou pênalti. Mas lá estava "São Victor", para mais uma vez salvar o Atlético, defendendo a cobrança de Geis.
Na sequência do pênalti perdido, os alemães sofreram os golpes fatais. Dátolo e Hyuri puxaram contra-ataque e Patric mostrou muita categoria ao encobrir o goleiro do Schalke, aos 35. Um minuto depois, Lucas Cândido fechou o caixão, acertando uma bomba de pé direito de fora da área.



Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com