Uma História, uma só paixão

27 de maio de 2016

Em estreia de Marcelo Oliveira no Horto, Galo perde pro Grêmio

FOTO: GOOGLE IMAGENS

Marcelo Oliveira se sentiu literalmente em casa, retornando ao clube onde começou a carreira como jogador e deu os primeiros passos como treinador. Mas o reencontro com a torcida foi um tanto amargo. Fragilizado pela ausência de titulares importantes, o Atlético foi presa fácil para o Grêmio e perdeu por 3 a 0, nesta quinta-feira, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro. Luan (2) e Marcelo Oliveira marcaram para o Tricolor, que voltou a bater o Galo no Horto, a exemplo do ano passado.
Sem nada menos que nove jogadores, desfigurado, o Atlético foi totalmente envolvido pelo time gaúcho, que chegou a sete pontos e briga pelas primeiras posições com Santa Cruz e Internacional. Já o Galo, que perdeu a invencibilidade no Brasileiro, parou nos três pontos e ficou embolado na classificação. Apesar do apoio do bom público que compareceu ao Independência, além da motivação pela estreia de novo treinador, velho conhecido, a equipe alvinegra não correspondeu e amargou goleada em casa.
Marcelo Oliveira terá pouco tempo para reestruturar o time, já que o Atlético já joga neste domingo, diante do Vitória, no Barradão, às 16h, em Salvador. A esperança do treinador é contar ao menos com o atacante Robinho, que deverá retornar. Ao contrário dos outros contundidos, que permanecerão fora de ação. O Grêmio, brigando pela liderança, recebe o Coritiba na mesma data, às 18h30, na Arena em Porto Alegre.
A tarefa do Atlético de superar os desfalques diante de um time bem organizado taticamente não seria fácil. E o primeiro tempo comprovou isso. Porém, aconteceu o que nenhum torcedor alvinegro esperava: uma goleada tricolor. Sem Patric e com Hyuri, o Galo até começou bem, marcando por pressão e fechando os espaços, estratégia utilizada também pelos visitantes, que ainda perderam nada menos que três jogadores por causa de lesão, com 36 minutos de partida: Fred, Henrique Almeida e Marcelo Oliveira.
Mas o Grêmio aproveitou bem as brechas para construir placar elástico. Aos 17, depois de boa trama pelo meio, Marcelo Oliveira surgiu na frente de Victor e tocou para as redes: 1 a 0. A situação mudou para o Atlético, que sentiu o gol e passou a ser pressionado pela torcida. O time alvinegro se desorganizou em campo e ficou sem confiança, apesar das perdas do adversário por contusões. Carlos César tinha nítida dificuldade para avançar pela esquerda, enquanto a cobertura dos três volantes era falha e deixava os zagueiros sem proteção.
Os contragolpes foram arma letal do Grêmio, que ampliou em um lance rápido, que originou de uma falta não marcada em Júnior Urso. Luan recebeu na área e tocou no canto esquerdo de Victor, aos 26 minutos: 2 a 0. Foi o suficiente para a torcida perder a paciência de vez. O Galo, sem força ofensiva, ficou mais nervoso, errando passes e facilitando para o adversário. Nos acréscimos, o Tricolor ampliou. Luan dominou na frente de Edcarlos, driblou e tocou na saída de Victor: 3 a 0. Muitas vaias no Independência. “Tomamos o primeiro gol e nos desorganizamos. Eles aproveitaram as oportunidades”, avaliou o zagueiro, eleito um dos 'vilões' em campo pelos torcedores.
Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com