Uma História, uma só paixão

29 de maio de 2016

Galo cede empate ao Vitória na Fonte Nova

FOTO: GOOGLE IMAGENS

O Atlético segue sem vencer sob o comando de Marcelo Oliveira. Neste domingo, o Galo desperdiçou boas chances e deixou o resultado positivo escapar em confronto com Vitória, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Sem poder contar com 11 jogadores do elenco, o time alvinegro abriu o placar aos 36 minutos do primeiro tempo, com Patric, em falha do goleiro Fernando Miguel. Aos 33min da etapa final, após muita pressão, a equipe baiana chegou ao gol de empate, marcado pelo atacante Kieza.
Com o resultado, o Atlético fica com cinco pontos, na 11ª colocação, e tem tentativa de reabilitação no Brasileirão frustrada. O Galo venceu apenas uma vez na competição, contra o Santos, na estreia, ainda com Diego Aguirre como treinador. Nas outras rodadas, já com Marcelo no banco, a equipe empatou com Atlético-PR e perdeu para o Grêmio. O jogo na Bahia foi o terceiro do treinador bicampeão nacional no retorno ao clube. Uma posição acima na tabela, o Vitória também soma cinco pontos.
Na próxima quarta-feira, às 21h45, no Independência, o Atlético tenta reencontrar a vitória no duelo com o Fluminense, pelo Brasileiro. No dia seguinte, o Vitória encara o Flamengo, às 21h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.
A partida na Fonte Nova começou eletrizante. Em menos de 6 minutos, aconteceram três chances claras de gol para cada equipe. A primeira oportunidade foi do Atlético, aos 2min, com Patric. O polivalente jogador ficou com a sobra dentro da área e finalizou forte, para boa defesa de Fernando Miguel, com as pernas. O Vitória não demorou a responder e levou perigo com Diego Renan. O lateral-esquerdo invadiu a área, bateu rasteiro, cruzado, e acertou a trave de Victor. Em seguida, foi a vez do goleiro atleticano evitar a abertura do placar. O atacante Kieza disparou pela intermediária e tentou tocar na saída do camisa 1, que fez boa intervenção com as pontas dos dedos.
O jogo continuou aberto, mas o clima entre os jogadores esquentou. Diego Renan se desentendeu com Pablo, que não havia feito fair play em uma jogada, e gerou princípio de desentendimento com Leandro Donizete e acabou amarelado. Posteriormente, os alvinegros Rafael Carioca, após deixar o braço no rosto de Leandro Domingues, Lucas Cândido e Maicon Silva, do time da casa, foram advertidos com cartão amarelo. Confusões à parte, o Atlético voltou a ameaçar à meta adversária aos 19 minutos, com Pablo. O jovem atacante chutou forte da entrada da área, e Fernando Miguel, fez outra boa defesa, rebatendo a bola para frente.
O Atlético manteve o ímpeto ofensivo e quase abriu o placar aos 29min, em finalização de Carlos. O atacante fez boa jogada individual, invadiu a área em velocidade, mas o arremate saiu à direita da meta de Fernando Miguel. Apesar das boas defesas anteriores, o goleiro do Vitória viria a falhar de forma contundente. Em cobrança de escanteio ensaiada, Marcos Rocha rolou para Patric, livre na meia-lua. O camisa 29 arriscou o chute rasteiro. O tiro saiu fraco, desviou levemente na defesa, e Fernando Miguel tentou encaixar a defesa. Mas a bola passou entre os braços do goleiro, que aceitou o chamado ‘frango’: 1 a 0 para o time mineiro, aos 36 minutos.
Em desvantagem no placar, o técnico Vagner Mancini realizou duas alterações no Vitória na volta para o segundo tempo: entraram Dagoberto e Flávio nas vagas de David e Leandro Domingues. Mesmo com a formação mais ofensiva, o Vitória não conseguiu chegar com perigo e quase sofreu o segundo gol. Aos 11 minutos, Patric recebeu na área, mas bateu em cima de Fernando Miguel. No rebote, Pablo chutou rasteiro, e o goleiro salvou novamente, mandando a bola a escanteio. Depois da chance desperdiçada, o jovem atacante foi sacado por Marcelo Oliveira para a entrada do volante Junior Urso.
O Atlético aproveitou o desespero do Vitória em busca do empate e continuou construindo boas chances. No entanto, o time alvinegro não teve êxito nas conclusões. Aos 18 minutos, Junior Urso e Marcos Rocha perderam ótimas chances: na primeira, o volante recebeu cruzamento de Patric e, após falha da zaga, bateu em cima do goleiro; na sequência do lance, o lateral foi lançado na área, cortou o marcador, mas chutou sobre o travessão. Empurrado pela torcida, a equipe baiana, enfim, respondeu, em chute forte do experiente Dagoberto. Victor saltou e espalmou para fora.
Com forte pressão, o Vitória fez a última substituição: Alípio no lugar de Vander. No Atlético, Hyuri, pouco produtivo na partida, cedeu lugar a Capixaba. Aos 33 minutos, a insistência do Rubro-Negro foi recompensada. Victor Ramos fez lançamento longo para Kieza, que ganhou de Tiago e invadiu a área. O atacante esperou a saída de Victor e tocou com categoria para o fundo da rede, para a explosão da torcida na Fonte Nova: 1 a 1.
E por pouco o resultado não foi pior para o Atlético. Nos minutos finais, Victor saiu da área para afastar lançamento. Alípio aproveitou a sobra a bateu por cobertura. Rafael Carioca apareceu e fez o corte de cabeça, salvando o Galo. A partida ainda reservava mais emoção para os acréscimos. Patric teve a última chance para decretar o triunfo alvinegro. Cara a cara com o lateral, Fernando Miguel fez outra defesa importante, definindo a igualdade no placar.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com