Uma História, uma só paixão

2 de junho de 2016

Galo empata com Flu no Horto

FOTO: YURI EDMUNDO

Atlético e Fluminense saíram do Horto, nesta quarta-feira, com a sensação que poderiam ter tido melhor sorte. O empate por 1 a 1 acabou não sendo bom para ninguém. O Galo completou o quarto jogo sem vencer, coincidentemente o mesmo período que Marcelo Oliveira assumiu o time, e se distanciou mais ainda do pelotão de cima. Já o Fluminense não manteve o fôlego do primeiro tempo e perdeu a chance de assumir um lugar no G-4 do Brasileiro com o empate.
A partida desta quarta-feira marcou também a volta de Robinho ao time. O atacante não atuava desde o confronto de ida contra o São Paulo, pelas quartas de final da Libertadores. Lesionado, ele ficou fora de cinco partidas.
Mas os desfalques seguem complicando a vida de Marcelo Oliveira. Nesta quarta-feira, cinco titulares não atuaram: Leonardo Silva, Lucas Pratto (lesionados), Douglas Santos, Erazo e Cazares (os três na Copa América Centenário). Além desses, seguem no departamento médico Luan, Dátolo, Carlos Eduardo, Mansur, Clayton e Edcarlos.
Na próxima rodada, o Galo vai até Recife encarar o Sport, no domingo. Dos jogadores que não estiveram à disposição contra o Fluminense, o que tem mais chance de ser liberado é o meia-atacante Carlos Eduardo.
Não poderia haver começo melhor para o Atlético. No primeiro ataque, o gol. O lance começou em uma cobrança de falta. Patric recebeu passe curto e cruzou na área. Na segunda trave, o questionado Tiago subiu e cabeceou para as redes: 1 a 0.
Era a tranquilidade que o time precisava. Mas ficou apenas no começo. O Galo não conseguiu criar bons lances. Mais uma vez sentiu a falta de um armador. Robinho tentou assumir a função, mas as jogadas não tiveram sequência.
Desorganizado principalmente na marcação pelo lado esquerdo, o Galo viu o Fluminense chegar algumas vezes com perigo. Gustavo Scarpa foi quem mais ameaçou. Em dois chutes, quase marcou. No segundo, exigiu boa defesa do goleiro Victor, que, em lance seguinte, quase entregou ao sair tocando errado na frente do artilheiro Fred.
O Fluminense chegou ao empate aos 30 minutos. Pelo lado esquerdo da defesa atleticana, Scarpa recebeu livre, invadiu a área e chutou. Marcos Rocha deixou o lado direito para ajudar e tentou cortar a finalização. O desvio foi suficiente para enganar Victor: 1 a 1. Os cariocas quase viraram o placar aos 31 minutos, com Fred, mas a bola saiu rente à trave.
Na etapa final, o Atlético novamente teve uma chance nos primeiros minutos. Mas desta vez, Carlos, após cruzamento de Marcos Rocha, completou para fora.
Depois o que se viu foi o mesmo roteiro dos 45 minutos iniciais. Um time espalhado em campo, sem nenhuma criatividade no meio-campo e com muitos erros de passe.
Somente aos 22 minutos do segundo tempo, o Atlético recorreu a chutes de fora da área. Lucas Cândido arriscou e Diego Cavalieri espalmou. Aos 25 e 28, Patric e Júnior também tentaram, mas erraram o alvo. Aos 29, de novo Patric, agora nas mãos do goleiro.
O Fluminense atacou menos, mas quase marcou aos 35 minutos. Giovanni cruzou e Osvaldo exigiu grande defesa de Victor. E aos 45, com Rafael Carioca salvando ao cortar o chute de Osvaldo, depois da bobeira na marcação alvinegra. No lance final, Carlos quase fez o gol da vitória do Galo, mas finalizou de cabeça pela linha de fundo. Final: 1 a 1.

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com