Uma História, uma só paixão

5 de junho de 2016

No Recife, Galo cede empate ao Sport

FOTO: GOOGLE IMAGENS

Em jogo eletrizante e repleto de gols, o Atlético desperdiçou a chance de conquistar a primeira vitória sob o comando do técnico Marcelo Oliveira. Com atuação decisiva de Robinho no primeiro tempo, o Galo chegou a abrir vantagem de 4 a 2 contra o Sport, neste domingo, na Ilha do Retiro, em confronto pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, o time mineiro permitiu a reação rubro-negra na etapa final e amargou o empate por 4 a 4.
Robinho participou dos quatro gols alvinegros, todos no primeiro tempo. O camisa 7 converteu duas cobranças de pênalti e deu assistências para Junior Urso e Patric. Pelo lado do Sport, Rithelly, Gabriel Xavier, Edmilson e Diego Souza, em cobrança de falta na entrada da área, balançaram a rede.
O Galo soma apenas uma vitória na competição, conquistada contra o Santos, na estreia, ainda com Diego Aguirre como treinador. Nas outras rodadas, já com Marcelo no banco, a equipe empatou com Atlético-PR, Vitória e Fluminense, além do Sport; e perdeu para o Grêmio. Com o resultado no Recife, o Atlético chega a sete pontos, na 14ª posição da tabela. Já o time pernambucano aparece dois lugares abaixo na classificação, com cinco pontos.
Na próxima rodada, o Atlético tem clássico estadual contra o Cruzeiro, no domingo seguinte, às 16h, no Independência. No mesmo dia, o Sport encara o Coritiba, no Couto Pereira.
A partida na Ilha do Retiro começou morna, com pouca criatividade das equipes. A calmaria, no entanto, destoou do restante da etapa. A primeira boa oportunidade foi pelo lado do Atlético, aos 10 minutos. Patric avançou pela esquerda e cruzou com precisão para Junior Urso, que entrou rapidamente na grande área. O volante tocou de cabeça, e Magrão fez grande defesa, espalmando para escanteio. A chegada de Junior Urso na área adversária continuou como trunfo atleticano. Aos 21 min, a estratégia teve êxito. O camisa 21 tabelou com Robinho, recebeu cara a cara com o goleiro e bateu no canto esquerdo: 1 a 0.
O Sport não demorou a dar a resposta e deixou tudo igual no placar quatro minutos depois Samuel Xavier cruzou da direita, e a zaga alvinegra afastou para a entrada da área. No rebote, Rithely matou no peito e finalizou forte, rasteiro, sem deixar a bola cair. Victor saltou no lado direito, mas não alcançou: 1 a 1. O Atlético não se abateu, partiu para cima e recuperou a vantagem. Robinho recebeu passe na área e acabou derrubado pelo zagueiro Durval. O árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, o próprio atacante foi para a bola, bateu no meio do gol e fez 2 a 1 para o Galo, aos 39 minutos. .
Bastante participativo em campo, Robinho também esteve presente na jogada do terceiro gol atleticano, aos 42min. O camisa 7 fez enfiada de bola precisa entre os zagueiros do Sport e achou Patric, que deu um toque sutil por cima do goleiro Magrão: 3 a 1. A resposta da equipe rubra-negra, novamente, foi imediata. Três minutos mais tarde, Diego Souza carregou a bola até a grande área e deu o passe para Gabriel Xavier. O meia-atacante dominou e mandou a bomba para a rede de Victor: 3 a 2.
Os acréscimos ainda reservaram mais um gol na Ilha do Retiro. Robinho, mais uma vez, foi o protagonista. O atacante invadiu a área pelo lado esquerdo, tentou o drible sobre Serginho e foi derrubado: pênalti novamente. Desta vez, o camisa 7 bateu rasteiro, no canto direito de Magrão. O goleiro acertou o lado, mas a bola tocou na trave e entrou: 4 a 2.
Em boa situação na partida, o Atlético passou a administrar o resultado e esperar as oportunidades de contra-ataque. Diego Souza, Matheus Ferraz e Edmilson ameaçaram à meta de Victor, aumentando a pressão rubro-negra em busca do empate. Para renovar a força ofensiva, Marcelo Oliveira realizou a primeira substituição: Carlos Eduardo na vaga de Carlos. Após muita insistência, o Leão conseguiu diminuir a desvantagem. Gabriel Xavier fez boa jogada individual, invadiu a área, driblou Victor e tocou para trás. Edmilson aproveitou e só completou para o gol vazio: 4 a 3.
O gol animou a torcida pernambucana, e o Sport conseguiu o empate. Diego Souza, em cobrança de falta na risca da grande área, bateu colocado no lado esquerdo de Victor, que não se mexeu no lance. A barreira também não saltou, e a bola entrou sutilmente, com pouca velocidade: 4 a 4.
O gol desestabilizou completamente o Atlético. Apenas Patric, em chute de fora da área que acertou a trave, ameaçou. Pelo lado do Sport, Oswaldo de Oliveira trocou Edmilson por Túlio de Melo, para manter o ímpeto ofensivo. No Galo, Robinho e Patric saíram; Pablo e João Figueiredo entraram em campo. As mudanças, no entanto, não surtiram efeito, e o Atlético amargou o resultado frustrante no Recife.



Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com