Uma História, uma só paixão

25 de agosto de 2016

Surpreendido pela Ponte, Atlético empata em jogo cheio de obstáculos

Foto: Google Imagens


A estreia do Atlético na Copa do Brasil foi cheia de obstáculos antes mesmo do inicio oficial da partida. E garantiu o empate por 1 a 1 frente à Ponte Preta, no Mineirão, que recebeu um público pequeno (pouco mais de 15 mil pessoas). O Galo não teve boa atuação e sofreu com baixas no time titular minutos antes e durante os 90 minutos. Jogou os 15 minutos finais com um jogador a menos. Viu a Ponte sair na frente, com Roger, e buscou o empate com Robinho.
O jogo de volta pelas oitavas de final está marcado para o dia 21 de setembro, às 19h30, em Campinas. O Atlético precisa vencer ou empatar a partir de 2 a 2. Novo 1 a 1, leva decisão para os pênaltis.
Neste domingo, o Galo retoma a disputa pela liderança do Campeonato Brasileiro. Vice-líder, o time encara o Grêmio em Porto Alegre. E o Alvinegro pode ter importantes desfalque. O goleiro Victor foi vetado minutos antes do jogo contra a Ponte. Ele reclamou dores na região lombar e será reavaliado. O reserva Giovanni sofreu uma entorse no joelho direito. Uilson, que retornou da Seleção Olímpica, com a qual conquistou a medalha de ouro, jogou contra a Macaca.
Ele não foi a única baixa na partida pela Copa do Brasil. Aos 39 minutos do primeiro tempo, o lateral Marcos Rocha sentiu dores na coxa direita e deu lugar a Carlos César. Já aos 30 da etapa final, o volante Rafael Carioca reclamou de dores no tornozelo esquerdo e também deixou o gramado. Já estavam em tratamento o zagueiro Erazo, o lateral Patric, o volante Júnior Urso, o meia Cazares e o atacante Luan, além de Dátolo, que faz reforço muscular.
O atacante Fred, que não encarou a Ponte Preta - já atuou pelo Fluminense nas primeiras fases da edição deste ano, volta aos planos contra o Grêmio. A partida contra a Macaca marcou ainda a estreia como titular do venezuelano Otero, no lugar de Maicosuel, e a volta de Douglas Santos ao time, após ser campeão olímpico com o Brasil.
Mesmo com um armador na equipe, o Atlético teve muitas dificuldades para furar a defesa adversária no primeiro tempo. Otero procurou o jogo, mas a bola praticamente não chegou para o centroavante Lucas Pratto. Quando teve oportunidades, o Galo pecou nas finalizações, em lances com Carlos e Ronaldo.

Foto: Yuri Edmundo
 
Já a Ponte Preta apostou na forte marcação. A Macaca não desperdiçou a primeira boa chance que teve, aos 37 minutos. Ela surgiu de um chute errado de Clayson, que acabou virando uma assistência para Roger. O atacante só tocou na saída de Uilson: 1 a 0. No contra-ataque, aos 44, quase o segundo gol da Ponte, com Maycon, que chutou para fora.
Para a etapa final, o técnico atleticano Marcelo Oliveira sacou Otero para a entrada de Maicosuel. O time lamentou a perda de uma ótima oportunidade aos oito minutos. Carlos avançou, limpou a marcação e bateu. A bola desviou na zaga e parou na trave.
O empate alvinegro nasceu em uma jogada individual de Maicosuel aos 19 minutos. O meia arrancou com a bola e tocou para Robinho. O atacante bateu rasteiro e fez 1 a 1.
Aos 23 minutos, Robinho deixou Carlos em condição de finalizar, mas a zaga bloqueou o atleticano. Os obstáculos para o Atlético aumentaram aos 31 minutos. Rafael Carioca sentiu dores no tornozelo esquerdo e não conseguiu ficar no gramado. Como já havia feito as três mudanças, o time ficou com um a menos em campo. Apesar disso, o Galo quase marcou com Robinho aos 36. Mas o chute foi para fora. Já a Ponte ficou satisfeita com o empate. Douglas Grolli foi expulso já aos 49 minutos.
Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com