Uma História, uma só paixão

22 de julho de 2018

Duelo entre Atlético e Palmeiras, no Allianz Parque, busca recuperação e manutenção de tabu

FOTO: GOOGLE IMAGENS



Com dois jogos foram de casa, pós Copa do Mundo, a meta do Atlético seria trazer pelo menos quatro pontos neste retorno do Brasileirão. Depois do fiasco de quarta feira (18) contra o Grêmio, em Porto Alegre, não sobrou outra opção a não ser o trunfo sofre outro candidato ao título, o Palmeiras, neste domingo, às 16h, no Allianz Parque. Para o time mineiro, não há adversário melhor para enfrenta-lo agora. Afinal, há sete anos, os alvinegros não perdem para o time paulista.
A última derrota ocorreu em 30 de julho de 2011 (3 a2), pelo Brasileiro, sob o comando do ex treinador Dorival Junior. Após isso, foram 13 partidas, dentre delas nove vitórias alvinegras e quatro empates. Somando também os confrontos pela Copa do Brasil, em 2014, ambos vencidos pelo Galo.
Porém, para chegar ao trunfo, o time de Thiago Larghi precisará mudar sua postura em campo. No Brasileirão, em Porto Alegre, o time fez uma das piores atuações, praticamente não chutou ao gol, falhou muito no sistema defensivo, dando muitos espaços para o adversário chegar por meio de várias tabelas. Em São Paulo, o técnico Larghi quer uma postura diferente de sua equipe.
Obrigatoriamente, o comandante alvinegro terá que mexer na estrutura da equipe, já que não poderá contar com o atacante Edinho, que sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e voltou à BH. Substituído pelo volante Mateus Galdezani, a equipe ficou mais forte na marcação no meio campo, liberando assim Elias para avançar com mais frequência ao ataque.
Depois de um ano após sua saída do time mineiro, Roger Machado, reencontrará o Atlético. O treinador que ficou parado o restante de 2017, foi contratado pelo Palmeiras em dezembro. Junto ao alviverde, ele perdeu o título estadual para o Corinthians, porém seguiu com a melhor companha na fase de grupos da Copa Libertadores.
Emprestado ao Palmeiras, o lateral Marcos Rocha deverá atuar pelo time, já que os Clubes fizeram um acordo para que o zagueiro Juninho, emprestado pelo time paulista, ambos jogassem neste domingo.
Se as campanhas na Copa do Brasil e na Libertadores agradam aos torcedores do Palmeiras, o mesmo não se pode dizer do desempenho no Campeonato Brasileiro. O time paulista acumulou empates sucessivos contra Ceará, Flamengo e Santos, e se distanciou dos líderes da competição. Internamente, a diretoria acredita que Roger Machado tem à disposição um grupo qualificado para buscar o título em todas as disputas, com peças de reposição à altura dos titulares.
Para o jogo deste domingo, o treinador não apontou quem será o titular no gol. Apesar de Jaílson voltar de suspensão, ele gostou do desempenho de Weverton (ex-Atlético-PR), que pode ser mantido como titular. O armador Lucas Lima levou o terceiro cartão amarelo e desfalca o alviverde. O mais provável é que Moisés ganhe chance de começar o jogo. Ainda no setor ofensivo, o ex-cruzeirense Dudu retorna á equipe depois de cumprir suspensão automática.

Provável Escalação

Palmeiras - Jaílson (Weverton); Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Gustavo Scarpa, Moisés e Dudu; Willian Técnico: Roger Machado

Atlético - Victor; Patric, Gabriel, Juninho e Fábio Santos; José Welison, Elias, Matheus Galdezani (Denílson), Luan e Chará; Ricardo Oliveira Técnico: Thiago Larghi

Árbitro: Péricles Bassols Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento (PE)

Compartilhe com seus amigos:
Sobre o Autor:
Ana Paula Xavier

Ana Paula Xavier

Escritora do Galo Forever. Fanática pelo CAM. Adoro minha família e amigos. Personalidade forte.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Redes Sociais

Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Receba novidades por e-mail

Copyright © Galo Forever Published By Gooyaabi Templates | Powered By Blogger

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com